Blog, Design,

Thumbnail: Guia absolutamente completo

Por Marcelo em 7 de novembro de 2018
As thumbnails, em tempos de YouTube, acabam sendo mais importantes que textos. Elas definem se o seu conteúdo será consumido ou não. Veja tudo sobre esse assunto neste guia completo
Leitura de 12 minutos
Thumbnail: Guia absolutamente completo
5 (100%) 2 votes

A velocidade de criação e transmissão de informação e conteúdo pela internet tem crescido exponencialmente ano a ano. Um dos principais beneficiados( e até certo ponto causadores) dessa revolução é a popularização do vídeo como ferramenta de entretenimento e marketing pela web, sendo o principal expoente desse conteúdo o portal de vídeos Youtube.

Seu crescimento é notável dado o fato de ser hoje a segunda maior engine de buscas, ficando atrás somente da gigante Google. Com isso, muitos criadores de conteúdo em vídeo tem buscado se destacar na plataforma com o objetivo de obter uma maior visibilidade, com isso atraindo novos possíveis clientes ou até mesmo aumentando a renda gerada pelo próprio Youtube.

Um dos pontos mais analisados para esse crescimento foi a otimização das Thumbnails, imagens que chamam o visitante para um vídeo específico. Por ser uma plataforma com o foco em um conteúdo altamente visual, o thumbnail se tornou parte central na decisão estratégica para a promoção de um vídeo na plataforma. E no artigo de hoje, passaremos por cada etapa necessária para se criar um ótimo conteúdo e se destacar no Youtube.

O que é thumbnail?

O nome Thumbnail (Unha do dedão, em inglês) tenta resumir a ideia dessas imagens. São uma pequena demonstração de algo maior, ou seja, thumbnail é uma representação do seu vídeo. É uma imagem que tem como objetivo chamar a atenção de pessoas que acessam o Youtube para assistir o seu conteúdo.

Pode parecer difícil pensar em todo o conteúdo de um vídeo resumido em uma única imagem, e de fato é, mas tente imaginar o thumbnail como o poster de um filme. Deve ser chamativo para se destacar e deve criar um link com o tópico central do seu conteúdo, sem entregar tudo de bandeja para quem bater o olho (CUIDADO COM SPOILER!).

Porque as thumbnails são tão importantes?

O thumbnail pode ser considerado, depois do conteúdo, obviamente, o ponto mais crítico para o bom desenvolvimento de um canal, pois muitas vezes é a partir dele que se dá o interesse de conhecer seus vídeos. Mas porque isso? Simples, repare nessa imagem da página inicial do youtube.

1. Chama mais atenção que texto

De cara, é possível perceber que as thumbs(nome carinhoso que vamos usar daqui pra frente, já que escrever Thumbnail toda vez cansa) ocupam juntas grande parte da tela, sendo, facilmente, um ponto de destaque na busca por informações. Quando consideramos a visibilidade da informação de um único vídeo, essa diferença fica ainda mais gritante!

2. Mais tamanho de informação que o nome

A imagem, além de ser mais atrativa visualmente, possui uma área de tela muito maior que a descrição do vídeo. O que não quer dizer que ele deixa de ser importante, falaremos dele também mais abaixo neste artigo, inclusive de como fazer sua thumb conversar com seu título e potencializar ainda mais suas visitas!

Outro ponto central para as thumbs é que elas são protagonistas quando se trata de linkagem de vídeos.Você já deve ter percebido que ao chegar ao fim de um vídeo, são sugeridos outros vídeos relacionados que possam ser do seu interesse. E como é feita essa sugestão?

3. relacionados

Sim, a recomendação é feita exclusivamente com thumbs! É possível ler a descrição que acompanha a imagem, as para isso é necessário que você bote o cursor do mouse em cima da imagem desejada, o que demonstra a secundariedade do texto em relação a imagem, contrastando tanto com outras redes sociais, quanto com mecanismos de pesquisa, que priorizam o texto como principal fonte de informação.

4. links em outros vídeos

Não somente ao final de uma reprodução, links entre vídeos podem ocorrer durante toda a duração de um conteúdo, aparecendo via sua thumb no vídeo em que foi linkado.

5. branding

Não menos importante,o thumb auxilia no seu branding, fazendo com que um visitante, ao bater o olho saiba de quem é aquele conteúdo.

É possível então, graças aos pontos apresentados concluir que o youtube é uma plataforma de vídeo e, devido a isso, possui uma maior ênfase em aspectos gráficos do que outras redes. Por isso, separamos as melhores dicas de como criar um thumbnail matadora para ajudar seu canal a disparar em visualizações, visitas e inscrições.

Fatores estéticos da thumbnail

1. Displays (tamanho/ resolução)

Antes de colocarmos a mão na massa acho bom salientar um ponto importante e que já vi passar despercebido. Para garantir o aspecto exato na apresentação, algumas pessoas surgem com a ideia de tirar um Print Screen da tela e trabalhar sua thumb em cima de uma das imagens no print. Isso é extremamente errado por vários motivos, mas separo os dois piores aqui para exemplificar.

Primeiro, porque a resolução da sua tela é uma em dezenas de possibilidades de resolução diferentes. Usar isso como métrica para sua thumb seria o mesmo que fazer no “olhometro”, pois se alguém tem uma resolução de tela maior ou menor do que a sua(e acredite, vai ter), sua thumb vai aparecer distorcida para essas pessoas. Thumbnails podem aparecer minúsculas em um celular e podem ocupar a tela inteira em um aplicativo de um smart TV.

Por isso, ao iniciar a criação do seu thumb, pense sempre na melhor qualidade que ele será apresentado. Aqui na Conexorama usamos o formato Full HD (1920×1080) o que nos dá um aspecto de imagem de 16:9 , também conhecido como Widescreen, que é o padrão atual, tanto para monitores, quanto Tvs e smartphones.

2. Programas (vetor/ imagem)

Então, tendo tudo isso em mente, começamos a nossa produção da imagem propriamente dita. Mas por onde?

Um thumb, por se tratar de uma imagem, vai necessitar de algum programa que te possibilita criar e/ou manipular fotos, pixels e vetores. Na Conexorama, usamos a suite Adobe para criar a arte das nossas thumbs, pois ela possui todos os recursos necessários para qualquer tipo de edição. O único problema dessas ferramentas é que são pagas. mesmo assim não faltam alternativas gratuitas e eficientes para cada uma dessas ferramentas pela internet.
Para manipulação de bitmap (fotos, arquivos de imagem .jpg/.png, imagens formadas por pixels) Existe o Gimp como solução free, e para gráficos vetoriais(imagens criadas por fórmulas matemáticas, menos flexíveis, mas com uma resolução infinita) O inkscape é um ótima pedida.

Com seu programa de preferência aberto, vamos discutir então os pontos que compõem uma thumb e suas melhores aplicações, começando pela escolha de cores.

3. Cores (contrastes/ teoria de cores)

Para os desavisados, escolher as cores para se trabalhar parece algo simples. Oras, é só botar qualquer cor chamativa e problema resolvido não é mesmo?

Não, não é. Como você pode ver, existem vários questionamentos a serem feitos em relação a cores para que tenha um resultado satisfatório. Mas com o intuito de simplificar sua vida (de nada) vamos tratar das três principais variáveis que determinam uma cor em uma tela, que são matiz, saturação e luminosidade.

4. Matiz

Matiz é nada mais nada menos do que a cor propriamente dita. Nela não escolhemos uma cor mais viva ou uma cor mais clara, mas podemos escolher um verde mais próximo ao azul, ou ao amarelo. Isso é importante pois lhe ajuda definir um ponto que vou bater até o final deste artigo, que é CONTRASTE. Pense nos objetos que pretende inserir no seu thumb. Tem algum logo, ou alguma imagem com uma cor forte? Busque outra cor que a contraste bem e seja agradável aos olhos. Aqui entra o famoso círculo cromático para nos ajudar.

Perceba que as cores complementares são sempre as opostas no círculo cromático, então, por exemplo, se tenho uma imagem azul, o seu melhor complemento é o laranja. Tais combinações tornam uma imagem agradável e com um bom contraste e legibilidade. Obviamente este não é a única possibilidade, existem diversos truques que podem ser realizados com cores para obter um resultado de qualidade, mas este é um bom ponto de partida para pensar a base da sua imagem.

5. Saturação

Saturação define a vivacidade de uma cor, partindo de 0 saturação (algo sem cor, ou seja, preto e branco) até o máxima vida de uma cor. É possível compor imagens bem visualmente interessantes apenas administrando as várias possibilidades de saturação ao longo de uma imagem, criando gradientes e camadas.

6. Luminosidade

Aqui temos os famosos “tons” de uma cor. A luminosidade trata, como o nome implica, de como a cor interage com a luz. Se temos uma cor com muita iluminação, ela fica mais clara,o extremo disso é o branco. Do outro lado, se não temos pouca luz sobre uma cor, ela fica escura. E a falta total de luz é o preto. Assim como a saturação, o bom uso desse conceito pode trazer resultados bem interessantes a uma imagem.

mas não é porque estamos lidando com uma imagem que devemos deixar de lado o texto. até porque ele pode ser um ótimo elemento de imagem em qualquer thumb.

7. fontes(legibilidade/ bold/ excesso)

O texto pode(e deve) ser usado na criação das thumbs, pois só através dele conseguimos transmitir algumas informações. Além de servir como uma âncora para a imagem, amarrando um conceito que, sem algum acompanhamento tipográfico, ficaria solto. Aqui temos que ter em mente a LEGIBILIDADE do texto, lembrando sempre que uma thumb pode ser reproduzida de forma bem pequena em telas de celulares, com isso, fazer a escolha errada de tamanho ou fonte pode não só deixar sua imagem mais suja, como pode atrapalhar a compreensão do conteúdo como um todo.

Para evitar isso usamos três regras simples para textos nas thumbs.

  • A primeira é buscar uma fonte simples e de boa legibilidade;
  • Nada de textos finos ou rebuscados;
  • Lembre-se, o texto é coadjuvante, não a estrela.

A segunda é, sempre que possível usar a variação Bold de uma fonte, e usá-la em caixa alta (tudo em maiúsculo), para que o texto tenha impacto e puxe a atenção de quem navega pelo Youtube.

E por fim, é essencial ser conciso no uso de texto. Uma palavra ou frase curta é o ideal para acompanhar uma imagem. Mais do que isso e seu thumb corre o risco de ficar pesado e “poluído”. Menos é mais.

8. diagramação (margens)

Temos os principais componentes para uma boa thumb prontos para serem usados. Agora o principal desafio é como usar isso de uma maneira interessante e o que eu posso dizer vai parecer meio vago, mas VAI DO GOSTO DO FREGUÊS.

Existem inúmeros modos de se diagramar, ou seja organizar as informações em uma thumb, ao ponto que posso dizer que não existe um jeito certo, mas existem práticas mais comuns. Uma delas, é a divisão da área da thumb em 3 partes, usando dois terços para o principal chamariz da imagem, e um terço para um componente de “apoio”, que ajuda a entender a mensagem principal e deixar toda a área da thumb bem utilizada, veja exemplos abaixo.

Independente da diagramação que decidir usar para sua thumb, é importante ter em mente a hierarquia dos componentes. O que é mais importante? O que merece mais destaque? O que precisa se manter sempre do mesmo jeito?

Lembre que o objetivo final dessa imagem é duplo, chamar a atenção dos usuários da plataforma e trazer informações sobre seu video da maneira mais direta possível, para isso, tenho aqui duas dicas que podem te ajudar.

9. fotos( rostos/ montagens)

A primeira é bem simples: Use fotos, em especial rostos. O cérebro humano é treinado desde o nascimento a reconhecer rostos e olhares, é algo que instintivamente nos chama atenção, por isso nada melhor do que usar esse padrão genético a nosso favor.

10. hierarquias (estruturas de temas/ color coding)

A segunda, e essa vale principalmente para quem já tem muito conteúdo em seu canal: Crie um sistema de organização visual para seus vídeos.Um exemplo seria criar uma cor de fundo ou uma fonte de cor diferente para cada estilo de vídeo no seu canal, assim, sempre que um novo vídeo for lançado, seus visitantes já saberão na hora que tipo de conteúdo esperar antes mesmo de clicar na thumb!

Bônus

1. Ver a concorrência (se diferenciar)

Em uma plataforma em crescimento e hipercompetitiva como o Youtube, ser bom não é o suficiente. É necessário olhar ao redor e pensar em como superar a concorrência, para isso, busque os principais canais da sua área e analise: Como eles se divulgam? Como é a arte de cada vídeo? Como é cada texto? As respostas para essas perguntas devem ser levadas em conta na hora de desenvolver sua thumb, para que ela performe da melhor maneira possível.

Se seu canal é novo ou ainda pequeno, não tenha medo de se basear nos principais players do segmento, afinal ,se eles estão nessa posição, significa que estão fazendo algo certo! Agora, se seu objetivo é chegar a esse topo, pense de maneira mais crítica e, usando todas as dicas dadas neste artigo. Analise como seu thumb pode se destacar quando colocado lado a lado dos concorrentes. Uma cor mais vibrante? Um texto maior? Cabe a você decidir.

2. Clickbait

Agora, não é porque o objetivo é se destacar e chamar visitantes que vale tudo. Thumbnails(sim, o negócio agora ficou tão sério que voltei a usar o nome completo) que abusam de conteúdo apelativo como nudez, violência ou uso de drogas são penalizadas pela plataforma. E o mesmo acontece com aquelas que não corresponde com o conteúdo do vídeo, botando algo apelativo no geral com o único intuito de atrair cliques desavisados. Em resumo, as famosas “clickbaits” além de destruir as métricas de seus vídeos, podem te render uma expulsão da Plataforma.

Conclusão

Se você chegou até aqui, te dou meus parabéns, agora você tem em suas mãos o poder de criar thumbnails incríveis e disparar seu canal no Youtube! Tem algo que não cobrimos neste artigo? Comente aqui embaixo!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Marcelo

Marcelo

Videomaker em Conexorama
Videomaker da Conexorama, apaixonado por vídeo e tecnologia. No ramo de animações e computação gráfica desde 2011, com passagens em TV aberta e fechada, além de videos institucionais e assessoria para Youtubers.
Marcelo

Últimos posts por Marcelo (exibir todos)