Blog,

Mercado SaaS: vantagens e desafios enfrentados pelas empresas

Por Shymenne Siqueira em 24 de julho de 2020
Confira neste artigo as principais características do mercado SaaS e quais são as principais vantagens e desafios das empresas que apostam neste modelo.
Leitura de 6 minutos

Cada vez mais presente no dia a dia das pessoas e das empresas, o mercado SaaS (Software as a Service) é considerado um dos mais promissores e tem experimentado resultados bastante positivos.

Sempre lembrados quando falamos sobre transformação digital nas organizações, os serviços oferecidos pelas empresas SaaS se tornaram um investimento valioso e responsável, inclusive, pela aceleração de alguns negócios.

O que diferencia o setor  dos demais é a forma com a qual a transformação e crescimento digital acontece no SaaS. No primeiro caso, ela faz parte da natureza da empresa, o que torna o processo mais fluido e fortalece a cultura de inovação, simplificando e otimizando as atividades da empresa.

Confira neste artigo as principais características do mercado SaaS e quais são as principais vantagens e desafios das empresas que apostam neste modelo.

O que é o mercado SaaS?

O mercado SaaS é formado por empresas que comercializam e distribuem softwares e soluções tecnológicas como uma prestação de serviço e que, em sua maioria, possuem um sistema de cobrança recorrente.

A sigla SaaS vem do inglês, Software as a Service, que significa software como um serviço.

Outra característica das empresas SaaS é a forma como elas facilitaram o trabalho de seus consumidores e otimizaram uma série de processos.

Veja como exemplo pacote Office da Microsoft.

Antes, para ter acesso ao produto, o cliente precisava comprar uma licença e recebia, pelos correios, um CD para fazer as instalações na máquina.

CD de instalação do pacote windows

Hoje, graças a evolução do mercado SaaS, é possível contratar e utilizar o software pela Internet, que armazena os dados em nuvem e realiza as atualizações de forma automática.

Pacote office e a transformação para o mercado SaaS

Como funciona o mercado SaaS?

O mercado SaaS funciona de forma totalmente online. A partir do pagamento da solução como serviço, o usuário já passa a ter acesso daquilo que adquiriu, sem a necessidade de se preocupar com instalações e renovações de licenças.

Um exemplo prático e presente no dia a dia das pessoas é a Netflix, que, a partir de um pagamento de mensalidade recorrente, permite que o usuário tenha acesso a um catálogo de filmes e séries assim que faz o login em sua conta.

IaaS, PaaS e SaaS: qual a diferença?

Se você chegou até esse artigo, com certeza já deve ter visto as siglas “IaaS, PaaS e SaaS” por aí… Mas afinal de contas, o que elas significam?

Tanto IaaS, PaaS quanto SaaS são modelos de serviço oferecidos na nuvem e cada uma delas tem sua forma específica de controle, flexibilidade e gerenciamento.

Entenda um pouco mais sobre cada um desses modelos:

IaaS

Considerada a mais simples tecnologia deste modelo de serviço, a IaaS – ou Infraestrutura de Serviços –, possui uma infraestrutura de TI automatizada e escalonável, que cobra dos usuários apenas aquilo que ele consome. Ou seja, muito mais flexibilidade para seus consumidores.

A Amazon Web Services (AWS) é um exemplo de IaaS!

PaaS

Há quem considere o modelo PaaS – ou Plataforma como Serviço –, como aquele mais difícil de se definir. Mas de forma geral, podemos dizer que a PaaS oferece os conceitos básicos da IaaS acrescido de ferramentas e recursos necessários para desenvolver e gerenciar aplicativos com segurança sem precisar se preocupar com a infraestrutura. Um exemplo de PaaS são os servidores de hospedagem de sites.

SaaS

Já o modelo SaaS (Software como Serviço), como citamos anteriormente, é aquele onde um software é hospedado por terceiros e pode ser acessado via web através de um login. Neste modelo é comum que o usuário tenha um serviço de assinatura e utilize o plano ou programas necessários para seu negócio (ou diversão! 😁).

Um exemplo bastante presente no nosso dia a dia é o RD Station.

Como funciona a comercialização no mercado SaaS

Hoje existem 4 formatos de comercialização SaaS. São eles:

Free SaaS Trial

No modelo Free Trial, a empresa SaaS oferece uma versão gratuita do software por um determinado período ou com funções limitadas.

Para ter o acesso completo, o usuário precisa fazer a assinatura do serviço. Um exemplo dessa modalidade é a própria Netflix, que oferece 7 dias gratuitos para teste da plataforma.

Modelo Free SaaS Trial da Netflix

O objetivo do Free SaaS Trial é atrair e conquistar novos clientes a partir de uma degustação do serviço.

Self-service

Como o próprio nome já diz, no modelo Self-Service o usuário faz a compra sozinho, sem o auxílio de um vendedor. Dessa forma, o usuário acessa a página da empresa e adquire a solução de maneira espontânea e conforme sua necessidade.

Geralmente este modelo oferece preços mais baratos e baixo grau de complexidade.

Inside Sales

No formato de vendas Inside Sales um consultor comercial da empresa entra em contato com o prospect, identifica e entende suas dores e necessidades e apresenta o seu produto como solução.

Aqui, o consultor comercial conhece e aplica as etapas da jornada de compra do consumidor, buscando entender a fundo as necessidades e comportamentos de seu prospect. É bem comum o processo de Inside Sales utilizar o Inbound Sales, considerado um dos melhores modelos de vendas.

Field Sales

Já no modelo Field Sales o contato vendedor-prospect é realizado de forma presencial. Assim, o consultor vai ao encontro desse possível cliente para conhecer melhor suas demandas e perfil de negócio.

Por ser uma venda mais complexa, esse formato de comercialização é bastante comum no mercado B2B.

Mercado de SaaS: vantagens e desafios do setor

Não é de hoje que o mercado de SaaS tem ganhado espaço no mundo dos negócios, e no Brasil isso não é diferente. Posicionado como um mercado atraente e rentável, o SaaS se tornou um dos principais investimentos de startups e empreendedores focados em inovação.

A previsibilidade de receita é, com certeza, um dos principais fatores que atraem investidores e empreendedores para esse mercado.

Isso acontece porque uma das principais características do mercado SaaS é justamente o formato de pagamento por meio de mensalidades. E é essa receita recorrente que traz certa segurança para que a empresa cresça de forma saudável e tenha mais chances de escalar.

Por outro lado, uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES) em 2015, mostrou que, para que o mercado SaaS crescesse de forma responsável e segura, era necessário identificar e analisar melhor esse ecossistema e os nichos de mercado SaaS.

E é aí que enfrentamos um grande desafio: por se tratar de um mercado relativamente novo, ele nunca foi mapeado. Dessa forma, não há informações registradas ou suficientes para realizar essa análise aprofundada.

Mas esse é um desafio que hoje é possível ser superado. Afinal de contas, o mercado SaaS está em expansão e, tendo em vista os recentes desafios, muitas empresas precisaram adequar seus negócios e abraçaram esse modelo.

Sendo assim, temos à disposição um número maior de casos e registros. Que agora precisam ser mapeados, analisados e profundamente estudados.

E para você? O que podemos esperar do mercado SaaS nos próximos anos, ou melhor, nos próximos meses? Deixe aqui suas percepções e expectativas para esse modelo de negócios.

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Shymenne Siqueira
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x