*Como fazemos, Blog,

Webinar: O que é e como produzir em passos simples

Por Jean Vidal em 26 de junho de 2019
Leitura de 9 minutos
Webinar: O que é e como produzir em passos simples
5 (100%) 1 vote[s]

Arrisco a dizer que você provavelmente já deve ter ouvido falar ou até mesmo assistido a um “Webinar”. E formato de conteúdo, quando bem utilizado, potencializa (dá voz e tom pessoal) as estratégias de Marketing de Conteúdo da sua empresa.  

No artigo de hoje vamos falar tudo o que você precisa saber sobre Webinars, passando pela sua a importância, benefícios de se produzir e passos simples para criar uma conferência de sucesso. Confira!

 

Afinal, o que são Webinars?

A palavra Webinar é uma abreviação para “web-based seminar”, ou seja, uma conferência que acontece em um ambiente da web. Você cria uma “palestra” e faz a divulgação online.

Em outras palavras, podemos definir os Webinars como seminários transmitidos online, podendo ser ao vivo ou não, onde as pessoas assistem a partir de uma plataforma de disseminação de conteúdo em vídeo (como por exemplo o Youtube), sem a limitação imposta por barreiras geográficas.

 

Esse formato de produção de conteúdo é bem importante quem já trabalha com o Inbound Marketing, afinal, o consumo e conversão de um webinar é bem diferente quando comparado com outros formatos, como e-books, planilhas, infográficos e ofertas diretas.

Como funciona e os benefícios de um Webinar

Essas webconferências são uma comunicação de apenas uma via, ou seja, enquanto somente um fala, os outros apenas assistem. Porém, é bem comum e indicado que os participantes possam interagir enviando perguntas para o palestrante através de um chat.

De acordo com o Content Marketing Institute, Webinars são uma das formas mais eficazes de se fazer marketing de conteúdo atualmente. É possível encontrar uma infinidade de plataformas para realizar Webinars, tanto pagas como gratuitas. No momento, as mais populares são GoToMeeting, GoToWebinar e o Google Hangouts.

Os Webinars permitem que um convidado (o “palestrante) possa compartilhar seus conhecimentos, e conforme o formato, interagir com os espectadores em apresentações ao vivo. São também uma forma muito dinâmica e conveniente de disseminar conteúdo: basta ter um computador com webcam, um microfone e acesso à internet.

São vários os benefícios para aqueles que assistem a um Webinar:

  • Absorver conhecimento de maneira descomplicada e rápida (humana né, com voz, imagem, e tudo bem explicado),
  • Interagir com especialistas independente de localização geográfica,
  • Possibilidade de assisti-lo de casa ou do escritório e utilizando diferentes dispositivos, como desktops, laptops, tablets ou até mesmo smartphones.

E para quem produz e ministra um Webinar, é claro que também existem benefícios importantes como criar autoridade para a empresa – tornando-a referência no assunto abordado, ótimo custo-benefício para uma excelente ferramenta de Marketing de Conteúdo, além de poder ser uma forma de sua empresa gerar novos Leads Qualificados, ou até ajudando também na questão da retenção de clientes.

Fatores na hora criar o Webinar Perfeito

Para ajudar você na sua apresentação, reunimos os fatores nos quais você pode direcionar seus esforços na hora de desenvolver um Webinar:

Tráfego

O primeiro ponto a ser levado em consideração é o público. Assim como você os convidaria para um encontro em um local físico, você deve convidar e motivar sua audiência para comparecer e ver seu Webinar.

Em outras palavras, você precisa definir o público (para quem vamos direcionar a “palestra online”?). E aqui, como já falamos em outros artigos, é importante entender como as Personas direcionam a criação do conteúdo. Uma vez tudo criado, precisamos divulgar.

Sem dúvida, existem várias formas de divulgação do seu webinar. Pode ser através de um e-mail para a base, mensagens nas mídias sociais, anúncios com Publicidade Online (seja no Google, Facebook e etc) ou até pessoas que promovam seu Webinar para você, um influenciador ou até mesmo se o palestrante for um convidado de renome.

Inscrição

Dificilmente você vai querer configurar um Webinar para acesso direto, sob demanda, sem alguma forma de inscrição, afinal, o segundo passo da metodologia do Inbound marketing é gerar Leads.

Além disso, pessoas estão acostumadas com inscrições em webinars, então a resistência costuma ser pequena. E você quer os contatos de seus espectadores para dar follow-up em seguida.

Páginas de inscrição ideais incluem um título, talvez uma foto do apresentador e uma descrição curta mas bem direcionada que fomente (dê vontade) de consumir o conteúdo que você aprenderá se assistir. Recomendamos muito que utilize um dos formatos de Landing Pages que indicamos. Se for ao vivo, você pode considerar um display de contagem regressiva, para que vejam que o relógio realmente está correndo!

A apresentação

Essa é a parte teoricamente mais fácil. Você tem que mostrar tudo que você preparou e (de preferência) já testou em público real.

Aqui, pode ser um vídeo completamente pré-gravado, ao vivo via streaming ou até os dois formatos juntos, onde você começa o webinar ao vivo, para fazer a introdução / recepção de quem está assistindo naquele momento, e em dado momento dá o play no vídeo gravado e depois retorna para perguntas.

Uma diferença importante entre webinars gravados e apresentações ao vivo é o consumo de tempo e preparação que o seu time do Marketing enfrentará. Quando gravado, basta você criar a Landing Page de Conversão e colocar o webinar (o play do Youtube ou plataforma similar) na Thank You Page.

Quando ao vivo, o processo é um pouco mais trabalhoso, afinal precisa criar a Landing Page para comunicar do dia e horário do Webinar. Divulgar bastante antes. No dia, avisar a todos do ambiente onde irá acontecer o webinar (que pode ser direto por uma plataforma ou até mesmo, caso haja opção, fazendo o “embedded code” da sala direto na Thank You Page). Avisar quando ao vivo. E depois novamente, avisar para quem não pode estar presente onde ficou a versão gravada (caso você queira disponibilizar).

Vantagem de ao vivo, é como já falamos, a interação maior e customizada, ali online, com a sua audiência. E diante, a escolha do formato (gravado ou online) é uma decisão do Marketing, não havendo certo ou errado. A dica que damos é justamente começar primeiro por uma versão gravada, se for a primeira vez, para ir pegando o jeito, e evoluir até encontros online ao vivo. 🙂

Passos simples para criar um webinar

Ok, você decidiu criar um webinar. Legal, vamos sair só dos ebook! \o/


O primeiro passo é justamente criar a apresentação ou chamar um convidado especial que já tenha um material pronto. Novamente vai depender de uma decisão estratégica do marketing. Aqui no artigo vou imaginar e considerar o caso de produção interna (alguém do time da empresa vai criar do zero).

Pela nossa experiência, o processo que temos seguido para criar a apresentação é pensar na pauta (tema versus Persona x etapas da Jornada de Compra) e podemos começar um documento para reunir os textos e organizar as ideias.

Aqui é válido comentar e levantar a bandeira que é “injusto” você pedir para alguém do time de design criar uma palestra a partir de um texto (de um doc). Ele conseguirá gerar, lógico, mas a organização da apresentação é chave para quem vai palestrar. Logo, nós, quando criamos internamente, depois de pauta e do documento inicial, colocamos em um powerpoint (famoso ppt), e entregamos o ppt para a diagramação com o designer.

E lembre-se, não pule a parte da diagramação do seu webinar. Assim como é muito chave para um ebook ter uma excelente diagramação (transformação do texto em uma apresentação de alto impacto, que dê vontade de ler) o mesmo precisa ser realizado no ppt da palestra online. Equação não fecha, ter um bom conteúdo e uma apresentação feia.

Uma vez tudo criado, a gente indica que seja feita uma apresentação interna. O intuito é fazer com que o palestrante tenha uma intimidade maior com a palestra recém criada. Depois de apresentar uma vez, haverão ajustes (pequenos normalmente) que você precisará fazer antes de levar ao público maior essa apresentação.

Quanto tempo de duração deve ter um webinar?

Se a gente ganhasse 100 reais cada vez que houve essa pergunta já teríamos feito um bom dinheiro. E depende. É bem importante que o seu webinar tenha “começo, meio e fim”. Então é apresentação maior mesmo. Mas para não ficar se te responder, diria que em média de 20 minutos até 1 hora é o ideal. Passado de uma hora pode ser bem cansativo.

Como gravar o webinar?

Aqui no artigo já citamos algumas ferramentas de webinar, e normalmente nelas já existem a opção de gravar. Existe também a opção do Youtube Live, e esse artigo da Resultados Digitais é o que mais usamos como passo a passo.

Mas um ponto que poucas pessoas comentam é que dentro do powerpoint (ou do Keynote no caso de Macbook) existe a opção de gravar a apresentação criada. Você pode investigar o caminho ou pesquisar direto no google, mas é bem simples de achar.

 

 

Depois de gravado, é só exportar o arquivo para o formato de vídeo / filme. Você pode subir no Youtube (ou similar) e usar na sua Thank You Page, caso for um webinar gravado. Já ao vivo, você abre o documento durante a apresentação e faz a sua palestra, agora online.

Cuidados na conversão do Webinar

Antes de finalizarmos esse artigo, é valido comentar que é bem comum a taxa de conversão de um webinar ser menor do que um ebook ou outro formato de conteúdo para download. É que no caso do webinar, existe um atrito, você está exigindo atenção da pessoa.

Por isso, a gente sempre indica que, se for uma webinar ao vivo, você deixe claro que se o Lead não puder estar online naquele momento, você enviará o link depois com a versão final do encontro online. Isso aumenta a conversão.

E se for um webinar gravado, você pode comentar diretamente na sua Landing Page de conversão de que, convertendo no formulário, já terá acesso na íntegra a palestra online, e o link da gravação sempre a disposição para assistir quando quiser.

E aí, já está convencido que produzir um Webinar pode ser um ótimo negócio para sua empresa? Você já utiliza este recurso nas suas estratégias de geração de Leads? Deixe um comentário compartilhando a sua visão.

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Jean Vidal

CEO e Growth Hacker em Conexorama
Atuo há mais de 14 anos com Marketing Digital, tendo participado do nascimento da Resultados Digitais. Tenho experiências como Gerente de Ecommerce e participei diretamente na implantação de mais de 100 projetos de Inbound Marketing.
Jean Vidal