Blog, RD Station,

Como eu imagino o RD Station em 2022

Por Jean Vidal em 9 de outubro de 2019
Leitura de 11 minutos

Não sei se você sabe, mas eu fui o segundo colaborador da história da Resultado Digitais.

Estive no nascimento dessa gigante do Marketing Digital, tendo tido o prazer de acompanhar a implementação do Inbound Marketing no Brasil.

Isso foi em Maio de 2012. De lá pra – 7 anos – eu acompanho a evolução do mercado, mas principalmente a evolução do RD Station.

Tanto que foi assim, nunca mais parando de usar diariamente a ferramenta, que adquiri conhecimento suficiente para lançar o RD Hacks, treinamento online, com mais de 14 horas de informações para ir além no uso das soluções RD Station (Marketing e CRM).

Talvez por isso, e um pouco por ser metido mesmo, que eu tenho anseio por algumas evoluções de features desse avião.

Foi viajando na maionese, que escrevi, no estilo “mãe Dinah”, como que eu imagino o software daqui alguns anos.

Para ser mais preciso, foi necessário gerar uma data, chegando então em 2022 (daqui 3 anos).

Por qual motivo essa data? Eu não faço ideia (risos).

Quer imaginar como será a ferramenta nessa data?

Então, embarque comigo e o Dr. Emmett Brown em nosso DeLorean para chegarmos nesse futuro encantador. Acompanhe!

 

[Antes] Novos nomes – Solução e Planos

Um pouco perdido pela velocidade da viagem no tempo, eu não consegui distinguir o novo nome, mas ficou claro pra mim que não era mais RD Station.

Nossa, eu continuo tentando. E não adianta puxar na memória. É efeito colateral de ir lá em 2022 e retornar.

Mas eu lembro de um ponto importante. Os três planos, que hoje são conhecidos como “Basic / Pro / Enterprise” eram em 2022 chamados de “Inbound / Automação / BI”.

E fez muito sentido pra mim, afinal a algum tempo a RD vinha divulgando uma pirâmide da evolução na atuação digital das empresas.

 pirâmide da evolução

Para quem duvida, o novo plano do RD Station Marketing, chamado agora 2019 de Light é justamente para a primeira camada desse gráfico.

1 – Plano Inbound (atual Basic)

Quando acessei uma conta Inbound no RD Station, em meados de 2022, a primeira vista tudo era de certa forma muito parecido.

Mas uma mudança muito significativa aconteceu, que gerou um salto entre o Light e o antigo Basic:

1.1 – Estágio do Lead (topo / meio / fundo)

Nesse dia do futuro, dentro do CRM de Leads no RD Station, agora havia uma separação em Topo, Meio e Fundo de Funil.

Não apenas tínhamos a listagem de Leads, mas essas abas que separavam no momento da jornada.

Confesso que senti uma vertigem. Fez total sentido pra mim. Falamos tanto que o Inbound atua na jornada, mas não separamos nativamente a base.

Mas como? Quais configurações aplicaram para saber exatamente em que momento cada Lead estava?

Precisei de alguns minutos, mas descobri um pouco da engenharia:

==== Toda vez que eu criava / editava uma Landing Page eu podia sinalizar se era topo / meio / fundo aquela conversão.

Inclusive eu até podia não registrar, o que fez muito sentido, a conta que estava navegando tinha umas Landing Pages de Trabalhe Conosco;

==== Eu vi também que na ficha do Lead estava claro essa informação, e que se precisasse poderia até editar manualmente algum Lead (caso julgasse que fosse mais de fundo do que de topo por exemplo);

==== Em “Relacionar > Lead Tracking” eu observei que poderia organizar as páginas do meu site (que ainda eram capturada depois que instalo o código de monitoramento do RD) em cada etapa.

E não era por ser blog que estava como topo. Eu vi artigo listado ali já sinalizado como fundo, com base no seu assunto. Sempre com a opção de poder atualizar manualmente;

===== Fiquei curioso e fui em “Analisar > Páginas mais acessadas” para saber rapidamente quais as páginas que eu tinha mais acessos (se topo / meio / fundo) e para minha surpresa ali eu também podia rapidamente atualizar essa classificação;

===== Fuçando ainda mais, em “Converter / Formulário”, fiquei espantado, afinal as perguntas listadas estavam sinalizadas entre topo / meio / fundo, e tinha algumas opções “mista”.

Abri um formulário dito como misto, e os campos de respostas pré-estabelecidos eu podia também separar topo / meio / fundo, e assim ter respostas topo e outras fundo na mesma pergunta;

===== Até os pop-ups também tinham essa separação. Meu Deus!

Precisei pegar uma Pepsi Free para me acalmar um pouco. Pra quem é fã, o coração acelera vendo uma mudança tão sutil e eficaz. Parei de investigar por aí. Mas sim, esbarrei em outras novidades.

1.2 – Página de Materiais & Pagebooks

Além da opção de criar Landing Pages, nessa feature dentro do Software, surgiram duas novas criações.

A primeira, estranhei um pouco, que era a opção de criar a minha “Página com todos os meus materiais“.

Como profissional de Inbound Marketing eu sei que ter uma página, onde listo todos os meus materiais que já lancei, faz muita diferença na sua geração de Leads.

Faz com que o Lead engajado venha e baixe o máximo dos assuntos do seu interesse. E sinto que em 2019 muitas empresas até já se ligaram em criar uma rotina de lançar materiais ricos, mas não sobre a importância desta página.

Agora dentro do software você poderia criar esse “catálogo”, e rapidamente puxar os seus materiais (através das sua Landing Pages publicadas), deixar tudo organizado, bem clean e funcional.

Só fui entender o motivo de essa página ser criada agora dentro do RD Station quando migrei para uma conta Automação (conto mais a frente, no item 2 do meu relato).

E outra surpresa foi a opção de criar Pagebooks dentro do RD Station, enfim, saindo do apenas do formato PDF que são os ebooks em 2019. Aqui temos um exemplo de Pagebook (ainda que em formato de um blog).

E estava tudo ali.

Eu podia criar, assim como uma Landing Page, um Pagebook, já com a opção de começar a ler e só continuar se convertesse no formulário.

Tinha já liberado 8 layouts muito bacanas, até alguns criados por agências parceiras e certificadas RD Station.

Mas lógico, você poderia começar do zero, usando um editor semelhante a de uma Landing Page. Animal!

1.3 – Pop-ups “boot” e “NPS”

Um último detalhe que observei dessa conta “Inbound” que tive o privilégio de navegar em 2022 foram dois modelos diferentes de pop-ups.

O primeiro não tão inovador, que é o famoso NPS. Para quem não conhece a sigla, o Google responde essa pra gente aqui:

NPS

 

Agora era possível aplicar uma gama de pop-ups para pedir as notas (1 ao 10) de NPS. Com a tela de estatísticas de desempenho e tudo. E a informação vinculava a ficha do Lead, destacando sua satisfação. Poxa!

E a novidade maior foi a opção de um pop-up como o “Chatboot”.

Sabe aqueles chats que bibocam na lateral da tela, dá “oi”, escreve uma mensagem (as vezes aparece “escrevendo”, para simular uma pessoa digitando) e depois deixa algumas opções para clicar?

Então tinha isso também, só que nas opções de pop-up do RD Station.

Inovador esse RD Station!

Dr. Brown me lembrou que nosso tempo era curto e assim, migrei para uma conta de nível superior.

2 – Plano Automação (atual PRO)

Foi preciso ter um discernimento muito claro entre Autoresponder, Nutrição de Leads e Automação de Marketing para conseguir dissecar mais sobre esse nível novo no RD Station.

Além disso, eu precisava ser mais rápido, tinha pouco tempo para voltar ao DeLorean e retornar ao ano de 2019. Então fiz anotações bem diretas dessa vez.

Para começar, voltei a opção de criar a página onde listo todas os meu materiais já lançados.

2.1 – Variáveis em tudo…

Primeira coisa que observei é que existiam agora comandos de variáveis direto na edição desta página (além de qualquer Landing Page).

Sabe, variáveis, onde coloca *|Nome|* e software complementa com base nas informações da ficha do Lead, por exemplo:

variáveis

Sim, agora a Landing Page dava “Oi Fulano” pro meu Lead.

Aliás, deu “oi” pra mim, já quando coloquei em visualização.

E isso tinha no popup, nos formulários, nos campos personalizados, etc, etc, etc…

Simples e mega efetivo.

Só que ia além…

2.2 – Automação de Landing Pages & Mensagem do “dono do Lead”

Meu Deus! A página que listava todos os materiais mudou, e considerou que eu era um Lead de fundo de funil, só por ser eu quem estava conectado.

Automaticamente (ou melhor dizendo, através de um processo de automação), ali apareceu só os materiais de fundo.

Dr. Brown conectou de outro computador e para ele apareceu só os materiais de meio, logicamente considerando que ele estava em um estágio diferente do meu.

E agora fez muito sentido pra mim que essa página (onde listo todos os meus materiais) tivesse sido criado no RD Station.

Ela, no nível automação, se moldava só para mostrar os materiais que levam ao próximo nível na Nutrição de Leads.

O mesmo aconteceu com as Landing Pages.

Conectei em uma, que eu já havia baixado o material, e a página não fez mais pergunta nenhuma (zero formulário). Estava ai o link do material, aberto direto pra mim (com a página me lembrando quando eu tinha baixado aquele material e me apontando um pop-up de NPS).

E pasmem, o “dono do Lead” tinha uma mensagem para mim, me lembrando que aguardava uma decisão da última proposta que ele tinha colocado na mesa!

Eita, o jogo ficou sério agora.

2.3 – Quiz

Outro elemento diferente que observei foi quiz. Sim, simples e bom quiz.

Primeiro eu vi, ainda nessa Landing Page (que virou Thank You Page automaticamente) como citei acima, um alerta de que não havia concluído o quiz que checava se havia aprendido corretamente o conteúdo que tinha baixado.

Uai, que elemento curioso, vindo do RD Station também?

Para minha feliz surpresa, sim!

Na edição da LP tinha um novo campo, era possível adicionar esse quiz, para aparecer só para quem consumir o material.

E na página onde listava todos os materiais para download, além logicamente separar os materiais que já havia baixado, listava as notas de quiz que eu havia finalizado. Listava também o que eu tinha baixado mas não feito o quiz.

Confesso que meu mundo mudou.

Sabe aquela sensação de que os meus Leads baixam os materiais mas não estão realmente consumindo. Pimba, o quiz estava ali para sanar essa dúvida. E saca só, a nota (acertos e erros) ia pra ficha do Lead, onde eu podia segmentar, criar fluxos de nutrição e até explorar mais no meu Lead Scoring.

Tudo “gamificado” para o meu Lead.

Me tornei uma “escola”, afinal é educar o objetivo número um do Inbound mesmo né.

O problema foi que o DeLorean já estava ligado e precisei correr para ver o último plano.

3 – Plano BI (atual Enterprise)

Confesso que não olhei a feature de BI. Deve ter mudado bastante sim.

Mas observei dois detalhes bem importantes.

3.1 – Central de Relatórios

Se você é cliente e usuário do RD Station como eu sabe que existem dois relatórios. O diário e o semanal.

Pelo o que observei, eles continuavam nas versões anteriores, mas nessa conta BI, agora havia mais um monte de opção.

Era relatório para “dono do Lead’, “materiais mais baixados”, “estágios dos Leads”, “perfil de quem solicitou orçamento na semana”, etc, etc, etc.

Tudo dentro de uma central, listando para quem enviar e com que rotina.

Queria ter olhado mais, parecia muito legal.

3.2 – SEO Competições

Ainda consegui olhar a tempo uma feature nova para mim, que foi a “SEO Competições”.

É como se tivessem reunido as minhas páginas mais acessadas, cruzado com o painel de palavras chave e o otimização de páginas SEO que existem hoje em 2019, e virado algo muito maior.

Interessante foi observar que um robô monitorava o posicionamento daquelas páginas / keywords, e trazia insights bem pontuais do que os concorrentes haviam feito de diferente.

E aqui não tive mais tempo de navegar. Dr. Emmett Brown me puxou pelo colarinho e embarcamos de novo para o nosso tempo atual.

Admito que foi muito bom, e espero um dia eu possa estar “de volta para o futuro”!. 😛

======================================

ATENÇÃO: Nada do que foi dito aqui significa uma promessa de evolução do software RD Station, mas sim uma brincadeira, sem compromisso. Ideias malucas de um fã incansável.

E você, o que imagina de evolução do RD Station no futuro? Deixe um comentário.

E se você gostou, divulgue para um RDoer, quem sabe a mensagem chega lá também (e o Joca e o Tung adicionam no RoadMap)! 😛

 

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Jean Vidal

CEO e Growth Hacker em Conexorama
Atuo há mais de 14 anos com Marketing Digital, tendo participado do nascimento da Resultados Digitais. Tenho experiências como Gerente de Ecommerce e participei diretamente na implantação de mais de 100 projetos de Inbound Marketing.
Jean Vidal