Blog, Relacionamento,

Presença digital: como saber em quais canais a sua marca deve estar?

Por Daniel Albiero Godoi em 19 de fevereiro de 2020
Leitura de 8 minutos

O sucesso do seu negócio depende de diversas variáveis e você sabe disso. Oferecer um bom serviço, preços competitivos, boa experiência e ter reconhecimento dos seus clientes faz parte de um ecossistema positivo que te ajuda a crescer cada vez mais.

No digital não é diferente: você precisa atuar em mais de uma frente, conectando uma estratégia à outra. Isso fará com que sua autoridade seja cada vez mais forte, tenha um alcance maior e, consequentemente, conquiste mais clientes.

Seja com uma estratégia focada em Inbound Marketing ou somente de redes sociais, é preciso entender quais canais sua marca deverá estar. Ou seja, onde o seu público estará.

Sei que você já deve estar ansioso para saber quais canais são os melhores para você. Então, segue a leitura comigo até o final? E não esqueça de deixar um comentário. 🙂

Faça seu dever de casa

1. Defina suas Personas

Não tem como começar a pensar em sua estratégia de presença digital se você ainda não tiver feito o mínimo.

Na verdade, o que eu chamo de mínimo, é o indispensável: definir Personas.

Definir Personas

“Mas, Daniel, Personas não é só pra quem faz Inbound?” 

A resposta é: não.

Identificar seu público através de um estudo qualificado, que envolve um trabalho de pesquisa e análise, reunindo informações relevantes sobre características gerais e pessoais é fundamental para obter sucesso online e offline.

Então, se você ainda não fez o estudo das Personas que sua marca visa alcançar e atender, recomendo que faça.

Lembre-se que “pressa é inimiga da perfeição” então, se tratando de algo importante, faça da forma mais efetiva possível.

2. Ofereça conteúdo de qualidade

Com as suas Personas definidas, o próximo passo é oferecer conteúdo qualificado para esse público. E quando eu falo sobre qualificação é diretamente ligado à personalização.

Com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) será cada vez mais importante oferecer conteúdos personalizados.

Além de carregar a personalização como mantra para sua rotina de produção, também é interessante criar conteúdos para oferecer durante a jornada de compra. Lembre-se: você precisa atrair visitantes, convertê-los, torná-los oportunidades e fechar negócio.

Assim, com um bom planejamento de conteúdo para a jornada, garanto que sua rotina de criação será mais tranquila e seus resultados serão mais assertivos. Sem planejamento é preciso sorte para obter resultados.

3. Faça seu próprio calendário editorial

Seguir uma boa organização e ter registro das publicações, datas, conteúdos fará com que você tenha uma fonte de consulta ágil quando precisar e, o mais interessante, é que poderá registrar no calendário seu norte para atingir os objetivos com conteúdo.

faça um calendário editorial
Seja gerar mais impressões, tráfego, conversões ou se tornar autoridade, o calendário editorial é o primeiro passo em quesitos de organização para que você e sua equipe tenham essa rotina de produção e publicações bem estruturada.

4. Formatos mais conhecidos para marketing de conteúdo

Sabendo que marketing de conteúdo é importante, vou listar aqui os formatos de conteúdos mais conhecidos que você poderá produzir para gerar engajamento do seu público durante a jornada de compra:

  • Blogpost
  • eBook
  • Webinar
  • Whitepaper
  • Infográfico
  • Vídeos

Não é preciso, necessariamente, produzir todos os formatos de conteúdo. Identifique quais serão mais atrativos ao seu público e invista neles. Lembre-se que é importante diversificar, então, não fique preso à somente um formato, ok?

Em quais canais seu público está

Com o dever de casa feito, você já deve ter mapeado em quais canais o seu público-alvo está e os conteúdos que eles estão consumindo. Onde o seu público está é onde você deve estar. 

Não tenha dúvidas que você deve estar nas redes sociais e fazer disparos de e-mail marketing. Mesmo. São dois mecanismos de atração e relacionamento que fazem toda a diferença para gerar autoridade para sua marca e obter aumento de alcance.

Aqui é importante ter consciência da força que você possui para produzir conteúdo e assumir uma rotina. Por exemplo: ter um canal no Youtube e não publicar vídeos de forma contínua não funciona.

É preciso manter um cronograma de publicações para que os que estão acompanhando sua marca saibam que no dia x terão acesso à um conteúdo novo, exclusivo, pensado nas necessidades que eles possuem.

Bem como a rotina de disparo de e-mails: fazer envios toda quinta-feira às 10h gera uma expectativa do Lead pelo conteúdo. Ele sabe que naquele dia e horário receberá uma comunicação da sua empresa e vai esperar por isso.

Analise a performance dos canais

Bem, se você chegou até aqui, é porque já tem (ou quer ter) um plano estruturado para a presença digital da sua marca. Sabendo em quais canais você deve estar, agora é interessante saber como fazer a avaliação da performance.

Avaliação de Performance

Eu indico, sem dúvidas, o Google Analytics para realizar essa análise de forma mais estruturada.

A ferramenta possui mecanismo de cruzamento de dados, métricas de comportamento dos visitantes e funil multicanal para identificar a jornada de compra.

Mecanismo de cruzamento de dados
Dos canais de aquisição, os principais que você poderá analisar são:

  • Busca orgânica

Fonte de tráfego gratuito e que ajuda a identificar a sua relevância nos buscadores (Google, principalmente).

  • Tráfego direto

Inserção do endereço do seu site ou blog diretamente no campo de navegação (URL) do navegador. Indica, dentre outros fatores, a recorrência de acessos ao seu site.

  • Busca paga

Compra de palavras-chave para aparecer na busca do Google. É importante ter uma verba alocada em links patrocinados para dar tração à sua estratégia digital.

  • Social

Além do tráfego gerado por anúncios em redes sociais, também mostra a sua performance no orgânico, isto é, nas publicações que você não insere verba de mídia e o tráfego é gratuito.

Métrica importante para avaliar o desempenho das suas redes sociais e como você pode obter mais resultados através delas.

  • E-mail marketing

Pelos dias de disparos, você pode avaliar o comportamento de quem já é um contato seu e como otimizar o caminho desse Lead até a conversão.

Analisar precisamente o canal de E-mail marketing pode trazer insights valiosos e aplicar em sua estratégia.

Dicas para realizar uma análise de performance responsável

Sabendo os canais e mecanismos de avaliação que você irá utilizar, separei algumas dicas para ajudar no trabalho de análise. Essas dicas servem para que você realmente faça uma avaliação criteriosa da sua estratégia, objetivando a melhoria do desempenho.

Metrifique e acompanhe semanalmente

Tudo bem, eu sei que você tem ansiedade pelos resultados, principalmente se sua rotina for diária. Dá vontade de ficar com o Google Analytics olhando os acessos e tráfego em tempo real, não é mesmo?

De qualquer forma, você precisa ter parâmetros de comparação. O mais indicado é que faça isso semanalmente, comparando a primeira semana de um mês com o outro, por exemplo.

Essa rotina te ajuda a entender melhor o comportamento por reunir mais dados e trazer informações quantitativas que, cruzando com resultados qualitativos, auxiliam nos aprimoramentos estratégicos.

Entenda que um resultado ruim não é o fim do mundo

Se sua semana foi ruim, não tenha medo de ir a fundo e entender o que aconteceu. Mas vá fundo mesmo. Muitas vezes, a primeira explicação de um resultado negativo não é a real.

Principalmente se tratando de momentos sazonais, feriados, aspectos econômicos, enfim, impactos externos que você não tem influência direta. Tire aprendizados disso e tente melhorar cada vez mais.

De resultados ruins podem surgir modificações importantes na sua estratégia de presença digital.

Registre os marcos e trace novos objetivos

Você queria atingir 1.000 acessos ao seu blog mensalmente e conseguiu? Parabéns! Agora é hora de registrar novas metas e seguir trabalhando para alcançá-las.

Traçar objetivos é fundamental para você se guiar e saber onde quer chegar. Seja número de seguidores em redes sociais, número de pessoas clicando nos seus e-mails, taxa de conversão no blog, não esqueça: registre seus marcos e coloque novas metas.

Esqueça métricas de vaidade

Aqui, serei bem direto: número de likes não significa que você irá vender mais. Foque em métricas reais que indicam melhoria de performance na sua estratégia digital, principalmente àquelas que envolvem custo de campanhas.

Meça seu ROI, taxa de conversão, taxa de rejeição, tempo médio nas páginas do blog, acessos ao blog via redes sociais. Invista seu tempo em análises que trarão maiores impactos ao seu planejamento.

E, para não esquecer…

Sua marca é valiosa para você e, com um bom trabalho de presença digital, se tornará valiosa para seu público. Tenha isso em mente e siga buscando cada vez mais uma estratégia consistente e propulsora, que fará da sua marca uma autoridade no assunto.

Gostou do conteúdo? Compartilha nas redes sociais, envie para alguém que também precisa melhorar sua presença digital ou deixa um comentário aqui para continuarmos nossa conversa.

 

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Daniel Albiero Godoi
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x