Blog, Marketing de Conteúdo,

Meta description e Meta title: o que são e 6 dicas para escrever

Por Eduarda Pereira em 22 de janeiro de 2020
Leitura de 8 minutos

Vencer a corrida do rankeamento é um dos  muitos desafios quando o assunto é marketing de conteúdo. Depois começar a aparecer na SERP, você precisa atrair a atenção do usuário para o seu site e fazê-lo clicar no link. Só assim é que vai melhorar o posicionamento da página e conquistar visitantes qualificados.

Mas não se preocupe, essa tarefa pode ficar mais fácil com a ajuda de um bom meta title e uma boa meta description!

No artigo de hoje, vou mostrar o que são essas tags e para que elas servem, além de dar algumas dicas para escrevê-las do jeito que fazemos aqui na Conexorama. Continue lendo e entenda!

O que é meta description e meta title?

Quando alguém faz uma pesquisa no Google, é redirecionado logo em seguida para a SERP, ou seja, a página de resultados.

Nela, você vai encontrar uma série de links, mas também dois elementos muito importantes: o título e uma pequena descrição do conteúdo, como você pode ver abaixo.

Esse título e descrição podem ser gerados automaticamente pelo buscador se você não criar os seus.

Mas é fundamental que eles sejam personalizados, porque sem edição, podem ficar incompletos ou com trechos desconexos do texto.

Isso atrapalha o usuário, que não vai se interessar pelo seu conteúdo e vai diminuir bastante a quantidade de visitas que você poderia ter.

Ou seja, adianta muito pouco (quase nada) conseguir o rankeamento se esses dois elementos não estão configurados corretamente.

Porque a posição na SERP não vai se converter em visitantes qualificados e, logo, seu site pode perder autoridade nos buscadores.

Para te ajudar nesse desafio, falamos um pouco mais sobre esses dois elementos de forma separada. Primeiro, vamos explicar melhor como funcionam os meta titles e depois, as meta descriptions. 

Se você tem dúvida em só uma delas, pode pular direto para o conteúdo que mais te interessa!

Como escrever um meta title atrativo?

Para começar, vamos falar sobre os meta titles, também chamados de title tags.

Esses títulos são aqueles que aparecem na página de busca e podem, ou não, ser os mesmos que estão dentro do link, no conteúdo.

O meta title informa ao buscador do que se trata a página, assim como serve como chamariz para o usuário em meio a tantos outros resultados.

Por isso, ele precisa ser atrativo, curto e bem objetivo. O que pode ser um desafio para abordar conteúdos complexos!

Mas não se preocupe, você pode utilizar um título mais curto e otimizado para SEO no meta title e, dentro da página, inserir outro, mais completo.

Isso não vai atrapalhar o desempenho do seu conteúdo e vai garantir que você esteja de acordo com os algoritmos do Google.

Quer mais dicas para escrever um bom meta title? Então veja a seguir!

1 – Escreva em até 60 caracteres

A largura do meta title na página de resultados do Google é de 600 pixels. Isso significa que não existe uma quantidade exata de caracteres para o tamanho do seu título.

Porque cada letra pode ter um tamanho diferente e aparecer de uma forma no Google. Por exemplo: “AAA” e “III”.

Mas depois de muitos testes, o consenso dentro da comunidade de SEO é que o tamanho ideal é de até 60 caracteres. Então exercite ao máximo a sua habilidade de ser direto, mas sem deixar de chamar atenção!

No exemplo abaixo, está a página da Conexorama que os usuários encontram no Google quando pesquisam sobre o RD Station:

Meta Title artigo Conexorama

Viu como o meta title é curto? Ele tem apenas 51 caracteres. Mesmo assim, é chamativo e usa elementos como palavras em letra maiúscula para se destacar na SERP.

2 – Seja sincero

Você já viu que precisa fisgar a atenção do leitor no meio de, pelo menos, outros dez resultados. A tarefa não é fácil e muita gente acaba se perdendo.

Mas mentir para o usuário não é o caminho. Afinal, você não está correndo atrás apenas de uma visita, mas quer transformá-la em um relacionamento que se converta em uma venda.

Isso significa que investir em um meta title exagerado ou até falso pode ser inútil. Além de aumentar muito a taxa de rejeição do seu site e prejudicar sua autoridade no Google.

Por isso, tente deixar claro o que o leitor vai encontrar no seu site. Por exemplo, na nossa página do material sobre SEO para redatores, o meta title é este:

Exemplo de meta title curto e eficiente no blog da Conexorama

Nele, você também percebe que nós incluímos o nome da Conexorama sempre que possível nas title tags. Afinal, serve como um reforço de marca e um atrativo para quem já nos conhece e confia nos nossos conteúdos. 

Se você tem um esforço parecido na sua empresa, experimente colocar o nome dela no meta title dos seus artigos também!

3 – Insira a palavra chave no início

Por fim, outra dica rápida sobre o meta title é inserir a palavra-chave logo no início.

Ou seja, o mais à esquerda da página possível. Isso ajuda os buscadores a identificarem o assunto do seu texto, além de ser útil para o usuário que bate o olho na página de resultados rapidamente.

Afinal, como você viu no nosso conteúdo sobre escaneabilidade, essa é a região que costumamos ver primeiro durante a leitura.

Quer um exemplo?

Veja abaixo o meta title do nosso guia cuja palavra-chave era “checklist SEO”:

Exemplo de como usar a palavra-chave em um meta-title

Nele, a palavra-chave é a primeira coisa que o usuário lê!

E como fazer uma boa meta description?

Depois de encarar o desafio de escrever o meta title, chega a hora de construir uma meta description.

Ao contrário do que muita gente acredita, ela não é um fator de rankeamento para o Google (e o meta title também não).

Mas isso não significa que deve ser ignorada. Pois tanto o título quanto a descrição contribuem com uma boa taxa de clique, o que é um fator muito relevante para os buscadores! Além de ser uma forma de apresentar seu conteúdo e seu site.

Da mesma forma, a meta description serve também para redes sociais.

No Twitter, no Facebook e no LinkedIn, por exemplo, é esse texto que vai aparecer quando um usuário compartilhar o link do seu conteúdo!

Por isso, listamos também algumas dicas básicas para escrever uma boa descrição.

4 – Use a palavra-chave

Como a meta description não é tão relevante para os buscadores na hora de rankear um conteúdo, você pode achar que utilizar a palavra-chave nessa parte não é importante.

Mas na corrida pelo clique, cada detalhe é importante! E algo que pode destacar seu conteúdo é o fato de que a palavra-chave aparece em negrito na meta description dos resultados no Google. 

Ou seja, é algo a mais para puxar a atenção do usuário para o seu link. Então lembre sempre de incluí-la nesse texto!

Quer ver como funciona? Veja a nossa meta description do texto com a palavra-chave “como criar conta comercial no Instagram”:

Exemplo de Meta Description

Faz diferença, não é?

5 – Utilize gatilhos mentais

Quem trabalha com marketing ouve falar bastante em gatilhos mentais e essa estratégia não serve apenas para o copy das suas Landing Pages ou e-mails promocionais. Ela também pode ser muito útil na hora de redigir a meta description de um texto!

Sentimentos de urgência, curiosidade, escassez e autoridade ajudam a incentivar uma ação mais rápida e podem levar muito mais visitantes para o seu site!

Experimente termos como “acesse já”, “descubra o segredo”, “última chance” ou “texto mais acessado”. Eles despertam esses sentimentos.

6 – Adicione um CTA

Um outro detalhe que muita gente acaba esquecendo é do call to action.

Muito usados em e-mails e landing pages, o CTA precisa estar presente em todos os textos que têm intenção de provocar uma ação do usuário. Ou seja, são essenciais também na meta description, já que ela serve para fazer o leitor clicar no link!

Utilize frases como “aprenda conosco”, “clique para saber mais”, “confira”, entre outras opções para chamar o usuário à ação.

Mas não esqueça de se manter dentro do limite de tamanho de 153 caracteres para que seu texto não seja cortado no meio.

Como adicionar o meta title e meta description?

Você viu como escrever bons títulos e descrições para os seus conteúdos, mas ainda não sabe personalizar esses textos?

O mais indicado é utilizar o Yoast, um plugin para o WordPress que inclui uma caixa no fim do conteúdo para edição desses trechos. Ele mostra se o tamanho está adequado, se a palavra-chave foi bem utilizada, entre outras informações úteis.

Editor do Yoast

Mas se você não utiliza essa plataforma de gestão de conteúdo, pode colocar o meta title e a meta description no próximo código HTML da página.

A estrutura para a descrição é:

<meta name=”description” content= “Conteúdo da meta description”/>

Já para o título é:

<title> Conteúdo do meta title </title>

É uma mudança simples nos seus conteúdos que, com certeza, vai fazer toda a diferença para uma estratégia de SEO eficiente.

E se você já otimizou seus artigos com essas técnicas, conte para a gente os resultados nos comentários!

 

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Eduarda Pereira