Blog, Ferramentas,

O que é Hotjar e como extrair insights para suas estratégias de conversão

Por Daniel Albiero Godoi em 29 de janeiro de 2020
Leitura de 7 minutos

Imagino que todo profissional de marketing quando planeja a criação de uma Landing Page quer obter o máximo de desempenho dela, seja de visitantes quanto de conversões.

Seja no RD Station ou outra ferramenta, obter com detalhes a performance do seu mecanismo de conversão é fundamental. Planejar otimizações e demais melhorias sem ter um panorama do comportamento do seu público pode ser um tiro no pé.

É para isso que serve o Hotjar. Ainda não muito conhecida no Brasil, essa ferramenta conquistou o meu coração e me ajuda diariamente para obter resultados de conversão cada vez melhores.

Quer saber o que é o Hotjar, como ele funciona e como ele vai te ajudar? Então segue a leitura deste artigo comigo e deixa um comentário ao final se tiver alguma dúvida. Vamos lá?

O que é o Hotjar

O Hotjar é uma ferramenta online de análise de comportamento digital. Ele reúne diversas informações sobre os seus usuários e como eles interagem com as páginas do seu site.

template_hotjar

A ferramenta reúne uma vasta quantidade de informações a respeito dos visitantes do seu site, como:

  • Funil de conversões;
  • Mapas de calor;
  • Gravações de visitantes;
  • Análise de formulários, entre outras funções.

Você pode escolher páginas específicas para analisar e obter informações mais precisas sobre o quê está chamando mais atenção do visitante ou o que está impedindo-o de realizar uma conversão.

Apesar de parecer apenas uma alternativa ao Google Analytics, as ferramentas são complementares.

O Analytics fornece uma excelente base de dados de comportamento mas não analisa diretamente ações físicas dos visitantes, como, por exemplo, por onde o cursor do mouse navega na página.

Inclusive, o registro do cursor do mouse é um dos recursos mais bacanas do Hotjar. Vou falar disso com detalhes mais à frente.

Principais funcionalidades do Hotjar

Comentei brevemente sobre as principais funcionalidades do Hotjar acima e, a seguir, irei explicar melhor sobre cada uma delas.

Funil de conversões

O funil de conversões é uma funcionalidade bem parecida com a do Google Analytics, onde você pode visualizar o caminho dos visitantes até uma conversão. Quase idêntica, certo? Exceto por um grande diferencial.

Além de poder visualizar o caminho do novo Lead, você também tem acesso a uma gravação da interação dele nas páginas do site. Assim, poderá identificar o que motivou a conversão dele ou, quem não converteu, o que o fez abandonar o site.

Funil de Conversões do Hotjar

Gravações de visitantes

Como falei no tópico anterior, as gravações de visitantes é uma função muito interessante e que torna o Hotjar uma ferramenta muito interessante para suas estratégias de conversão.

gravações de visitantes pelo hotjar

Nesse caso, você poderá identificar o comportamento individual de um visitante, o sistema operacional que ele utiliza, o navegador, o dispositivo etc.

Com essa funcionalidade fica ainda mais fácil para times de UX ou de Growth entenderem como o visitante real (não você ou um terceiro próximo) está utilizando a navegação do site.

Análise de formulários

A análise de formulários é onde a mágica da estratégia acontece e o Hotjar não poderia deixar a desejar.

Nos formulários, a ferramenta identifica quais campos levam mais tempo a serem preenchidos, quais são deixados em branco, preenchidos mais de uma vez ou, até mesmo, geram a desistência do visitante em deixar seus dados.

Análise de Formulários pelo Hotjar

 

Fazer um estudo de Personas e inserir as perguntas de impacto ou que tocam nas dores dessas Personas é fundamental.

Mas quer ter certeza que sua estratégia está funcionando? Imagino que o Hotjar vai poder te trazer insights valiosos para otimizar seus campos de conversão.

Mapas de calor

Os famosos e adorados mapas de calor (ou heatmaps, em inglês) são extremamente úteis e foi o que mais me chamou atenção no Hotjar.

Com a análise de calor das páginas, você consegue saber qual ponto da página recebe mais atenção, gera mais cliques e, também, onde o seu visitante não está chegando.

Mapa de Calor do Hotjar

Conforme mostra a legenda, pontos em vermelho são os mais quentes, ou seja, onde os seus visitantes mais clicam. Os azuis, os que menos recebem cliques.

Trabalhando com uma técnica de copywriting conhecida como semiótica, você pode chegar ainda mais longe para atrair a atenção do seu visitante. Se você usa essa estratégia, vale muito utilizar o Hotjar e avaliar se você realmente está persuadindo o público.

No final do artigo vou trazer um exemplo prático de como utilizei o mapa de calor para otimizar uma Landing Page aqui na Conexorama. Segue comigo até lá?

O que é pago e o que é gratuito no Hotjar

Basicamente, você pode usar as principais features da ferramenta (mapas de calor, funis, gravações etc) de forma gratuita, porém limitada.

  • Máximo de 2.000 visualizações diárias de página
  • 300 gravações de visitantes
  • 3 mapas de calor
  • 3 funis de conversão
  • 3 análises de formulários
  • 12 meses de gravação de dados

A versão paga atualmente custa $89/mês e fornece acesso ilimitado a todas as features do Hotjar e alguns extras, como: gravação de visitantes a partir de páginas específicas, notas nas gravações, porcentagem de feedbacks recebidos dos visitantes, dentre outras features.

Hotjar na prática: como melhoramos uma Landing Page usando heatmaps

Uma das principais estratégias de Levantadas de Mão utilizadas pela Conexorama é a de Landing Pages de Orçamento. Tratamos ela como um material rico, visto que o processo de planejamento e produção é realizado visando design, leitura, usabilidade e, principalmente, conversão.

Por utilizarmos da experiência do cliente para chegarmos na melhor Landing Page possível, produzimos o copy trazendo as considerações do cliente. Às vezes, o copy pode ficar extenso e prejudicar a conversão.

Um dos casos aconteceu na metade de 2019. Criamos a LP, colocamos para rodar em campanhas pagas e o resultado foi esse:

Análise de LP pelo Hotjar

Nenhuma conversão. Obviamente, ficamos muito frustrados. Todo aquele processo pensado e estruturado não tinha dado resultado.

Começamos a levantar hipóteses e uma delas foi sobre o tamanho da LP. Percebemos que muitos visitantes vinham do mobile e, ao testarmos ela em um smartphone, notamos que ela era muito vertical. Muitas rolagens de tela até chegar ao final dela.

Setamos um mapa de calor no Hotjar e o deixamos rodando por, aproximadamente, 3 semanas. O resultado foi o levantado pela hipótese: 0% dos visitantes chegavam ao formulário.

Fizemos uma força-tarefa interna para melhorar a Landing Page, envolvendo copy e gatilhos mentais aplicados nas primeiras seções (fácil, garantido) e, também, reduzir o tamanho da Landing Page.

Com o trabalho de otimização, reduzimos em cerca de 40% o tamanho da Landing Page, sem remover informações importantes dela. O resultado foi esse:

Analise Hotjar LP
Mas nada adianta uma LP menor se ela não der resultados, certo? Então dá uma olhada em como foi a performance dela após a otimização:

Performance LP após análise do Hotjar
Por se tratar de uma Landing Page direta, uma taxa de conversão de quase 7% é um bom indicador de desempenho. Foram 46 Levantadas de Mão em 60 dias após o trabalho de otimização.

Se quisermos melhorar ainda mais essa taxa de conversão, podemos colocar novos hipóteses para testar no Hotjar, como uma melhoria nos CTAs, na organização das informações, novas seções na página etc.

Opções não faltam e você, como profissional de Inbound, deve estar sempre atento no que pode fazer a diferença nas suas estratégias de conversão.

Os maiores ganhos que tive com o Hotjar

Depois de conhecer e começar a utilizar o Hotjar, minha rotina de análise de performance de Landing Pages mudou completamente. Com a ferramenta, consigo ter mais certeza dos pontos que preciso otimizar e como vou fortalecer as estratégias de conversão.

Features como o mapa de calor, por exemplo, permitem evitar decisões equivocadas sobre as mudanças que serão implementadas. A frase “quem não tem dados, precisa de sorte” faz todo sentido nesse contexto.

Gostou do conteúdo? Então deixa um comentário aqui abaixo e compartilha nas suas redes sociais!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Daniel Albiero Godoi