Blog, Ferramentas,

Como usar o Typeform no Inbound Marketing

Por Jean Vidal em 16 de janeiro de 2019
Muitas vezes, ferramentas simples nos ajudam a ganhar em organização, na comunicação e a economizar um tempo precioso. Veja como Typeform pode te entregar todas essas vantagens.
Leitura de 5 minutos
Como usar o Typeform no Inbound Marketing
5 (100%) 2 votes

Como utilizamos o Typeform no nosso Marketing Digital?

Já falamos diversas vezes sobre ferramentas de Marketing Digital, como o RD Station ou o Pipedrive, aqui no nosso blog. Mas pensando na pauta desta semana, olhamos para o que nós utilizamos por aqui e ainda não tínhamos escrito.

Acabou que nem precisamos gastar muito tempo nessa avaliação. Ficou evidente pra gente que depois das duas ferramentas acima, a ferramenta que mais usamos no nosso Marketing é o Typeform.

E é natural, afinal a principal função do Type é justamente a construção de formulário e pesquisas online. Ou seja, quantas vezes a gente no Marketing precisa extrair informações para poder seguir em frente em algum processo?

Assim, no artigo de hoje, vamos mostrar como nós utilizamos o Typeform nas ações do Marketing. São exemplos bem pessoais para te inspirar e pensar se vale o mesmo para o seu momento. Vamos juntos?

1 – Perguntas de Qualificação de Lead Oportunidade

Ok, essa a gente não tem usado mais (e já já explico a mudança), mas quando começamos o processo de “Levantada de mão”, de visitantes & Leads que querem pedir um orçamento conosco, nós optamos por começar por um Typeform.

 

Na época o Typeform era esse:
https://conexorama.typeform.com/to/wtbMKg

O motivo de começarmos por esse processo foi justamente o fato de termos várias perguntas para fazer para quem estava pedindo orçamento, e nesse contexto (muitas perguntas), o layout do Typeform é matador.

Porém nós mudamos do typeform para uma Landing Page de Orçamento. E o motivo é que precisávamos de dados de visitantes, taxa de conversão, e todo o copy para o convencimento da conversão.

Hoje o atual canal de Levantada de mão é esse:
http://conteudo.conexorama.com/orcamento

Porém, foi muito importante fazermos o caminho primeiro pelo Typeform, já que ficou claro para gente o que precisamos perguntar (e depois refinando, o que não) e isso ajudou todo o nosso processo comercial.

2 – Quiz após a inscrição de alguma vaga conosco

Outro ponto que usamos é adjunto ao nosso processo de seleção. Na prática funciona assim o nosso formato atualmente:

1 – Temos uma Landing Page de inscrição da vaga.
2 – Na Thank You Page (e no email transacional) colocamos o link para o quiz relacionado ao setor.
3 – Depois temos as etapas internas, como job exemplo e entrevistas.

Por exemplo, na nossa última vaga que abrimos, depois da Landing Page de inscrição para Ads era solicitado responder o Typeform do quiz da vaga.

Exemplo de Typeform para quiz vaga da Ads:
https://inteligencianetwork.typeform.com/to/LLYW9O

E aqui você pode estar se questionando:
O Typeform seria a melhor escolha para essa função (quiz)?

Afinal existem soluções discutivelmente mais pensadas em quiz. Nós já usamos em outros contextos a EasyLMS ou até o Google Form, afinal eles mostram resultados estatístico para o administrador ou o usuário até melhor que o Type.

Sim, pode ser que um dia a gente opte por mudar, mas para o momento, o ponto mais chave pra gente é que, depois de ter passado pela Landing Page de cadastro na vaga, já perguntamos o máximo para entender quem está se candidatando para o nosso time, é puxado o próximo passo, com mais um formulário (o quiz).

Em outras palavras, novamente a questão chave foi mostrar o máximo de perguntas com menor atrito possível de uma formulario grande, “chato”. Como já falamos no item acima, esse ponto é chave no Typeform.

3 – Para um cliente, em uma pesquisa de CS

Outro contexto que utilizamos o Typeform foi em uma pesquisa de satisfação para a base dos clientes de uma empresa que fomos responsável pelo Marketing Digital.

No caso, o cliente entrava em um fluxo de nutrição, e cada 30 dias (uma mensagem por mês) recebia um pedido para passar a sua opinião acerca da plataforma e do atendimento recebido.

Novamente, o ponto de escolher o Type como a solução, foi justamente a facilidade de mostrar as perguntas que precisamos. Já que é “chato” ter que responder algo, então agilizar e amenizar essa dor, foi chave para aumentar a participação nesta pesquisa tão importante.

4 – Para uso interno, quando um setor precisa do outro

O nosso último exemplo de hoje é um uso que temos aqui na nossa agência, que é o time de Inbound ou de Ads pedir artes para a equipe de Designers.

*Nesse caso também, por ser um typeform interno (não público) não colocamos o link aqui no artigo.

E assim fizemos, pois tínhamos uma dor, que é o time explicar em maiores detalhes o que precisam para a peça / arte a ser criada. Sabe o famoso “faz essa peça pra mim”? Sempre vinha com poucas informações.

E com esse processo, o time segue o padrão, passa por todas as informações que os designers precisam para criar a arte. Evitamos retrabalho. Melhoramos a comunicação.

Já chegando ao final do nosso artigo, existem outras situações que já optamos pelo utilização do Typeform, que foram:

Typeform de briefing de começo de Onboarding (etapa no nosso processo de atendimento de Inbound);
Typeform de briefing para o preenchimento do Mapa da Jornada Digital (também etapa do nosso processo de onboarding);
Typeform de feedback após a realização do nosso evento (Conexorama Talks);

Então, a mensagem final é justamente você entender o ponto chave da ferramenta. No caso do Typeform é o layout que proporciona a diminuição do atrito em questionários maiores, e usar a favor do contextos que surgem no dia-a-dia do seu Marketing.

E você, como já usou o Typeform? Concorda com exemplos que mostramos aqui? Deixe um comentário e continua conversando com a gente.

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Jean Vidal

CEO e Growth Hacker em Conexorama
Atuo há mais de 14 anos com Marketing Digital, tendo participado do nascimento da Resultados Digitais. Tenho experiências como Gerente de Ecommerce e participei diretamente na implantação de mais de 100 projetos de Inbound Marketing.
Jean Vidal