Blog, Ferramentas,

Como o Chatbot pode engajar muito mais o seu público

Por Shymenne Siqueira em 15 de fevereiro de 2019
Leitura de 5 minutos
Avalie este artigo:

Até pouco tempo, o resultado de um bom engajamento com o público era medido por curtidas e compartilhamentos em uma postagem de rede social. Mas o cenário agora é outro.

Engajar está cada vez mais relacionado a proporcionar um envolvimento real entre marca e público, ou seja, é necessário “falar a mesma língua” do seu interlocutor, e tudo isso com velocidade, um toque de simpatia e muita qualidade.

A boa notícia é que promover esse envolvimento já é possível através dos chatbots, que trabalhando de forma automatizada, conseguem não só engajar, mas resolver as principais necessidades do público com rapidez e eficiência.

O que é um chatbot?

De forma bem simplificada, o chatbot é uma ferramenta programada para conversar com o usuário de forma bem parecida com um humano. Esses robôs simulam a fala humana e interagem com seus interlocutores em sites, redes sociais e aplicativos.

O chatbot funciona com uma interface simples, na qual o usuário insere e recebe dados e informações específicas. Dessa forma, os chatbots “descobrem” os desejos dos usuários e conseguem responder às suas necessidades.

Essa “descoberta” acontece graças ao machine learning – aprendizado de máquina – , que coleta dados graças ao uso de algoritmos e faz com que o chatbot “aprenda” e consiga tomar decisões com base nas informações repassadas pelos usuários.

Você já conversou com alguns desses chatbots…

Se você acha que essa tecnologia está longe, você está tremendamente enganado! Os chatbots estão por aí, conversando conosco diariamente. Veja só alguns exemplos de chatbots famosos:

  • Siri, da Apple
  • Alexa, da Amazon
  • Lu, da Magazine Luiza
  • Bia, do Bradesco
  • Bahianinho, das Casas Bahia, entre tantos outros.

Agora me diz, qual deles é o seu preferido?!

Por que adotar um chatbot?

Antes de iniciar a explicação sobre por que sua empresa deveria adotar um chatbot é bom deixar claro que: essa tecnologia está disponível e acessível para empreendimentos de qualquer tamanho.

Algumas empresas utilizam o chatbot no processo de vendas, para coletar informações, esclarecer dúvidas, captar leads e interagir nas redes sociais. Com isso elas têm conseguido conquistar manter uma “conversa” com seus clientes, gerando confiança, proximidade e o melhor: coletando dados.

Confira 5 motivos pelos quais você deve adotar um chatbot:

1 – Humanização

Mais “humanos” que um e-mail ou formulário, os chatbots podem ser programados para utilizar uma linguagem mais adequada ao seu público, fazendo com que ele se sinta ainda mais próximo de seu interlocutor.

2 – Tecnologia acessível

O custo de um chatbot é calculado com base em sua complexidade de conversação. Isso significa que o valor vai variar de acordo com as necessidades da empresa. Além disso, é importante lembrar que o desenvolvimento de aprendizado da máquina é personalizado, o que pode baratear ainda mais esse investimento.

3 – Atendimento ágil

Quem nunca teve problemas com a demora em uma atendimento que atire a primeira pedra! Pois é, a solução para isso também está nos chatbots.

Com a tecnologia de aprendizado da máquina, a ferramenta consegue responder os clientes com mais rapidez, full time, de forma inteligente e interativa. Com isso, a chance de conquistar o seu cliente e retê-lo em uma conversa fica ainda maior.

4 – Geração de leads

Ao interagir com o chatbot o usuário fornece dados fundamentais como nome, e-mail e localização. Como esses dados são fornecidos de forma espontânea isso faz com que a empresa tenha permissão para se comunicar com esse cliente no futuro.

Além disso, dependendo das funções do chatbot, a ferramenta ainda consegue qualificar os leads com base nas respostas dadas durante as interações.

5 – Personalidade da marca

Muitos chatbots acabam se tornando a “carinha” da marca nos meios digitais. Um exemplo disso é a Lu, da Magazine Luiza. Essa personalização da marca através de uma figura gera empatia entre os usuários e reforça a presença da marca em diversos meios.

Isso é possível graças a funções que permitem que os chatbots tenham uma linguagem que agrade as personas da marca, tornando-os ainda mais parecidos com os clientes.

Vamos falar sobre relacionamento?

Esse item bem poderia estar na lista acima, mas a questão do relacionamento nos meios digitais merece destaque.

Os chatbots dão as marcas a possibilidade de ter algo extremamente valioso em uma época onde as interações pessoais são cada vez menores: o relacionamento próximo e humanizado.

 

Ao utilizar uma linguagem bem próxima à humana, os chatbots deixam o lado frio da tecnologia de lado e conseguem manter uma conversa próxima e amigável. Tanto é que muitas vezes os usuários não conseguem dizer com certeza se estão conversando com um atendente ou um chatbot (Pode confessar: você já passou por isso!)
E agora?

Bom, você já viu que os chatbots são acessíveis, geram muito resultado e estão prontos para ser utilizados pela sua empresa. Mas antes de terminar esse artigo não poderia deixar de destacar algo muito importante:

Por mais que a tecnologia esteja presente no nosso dia a dia e a inteligência artificial deixe as máquinas cada vez mais humanas, nada substitui o contato com pessoas reais, que conhecem as alegrias e dores uma das outras. Por isso, meu conselho é : invista muito em tecnologia, mas invista mais ainda na humanização dos relacionamentos.

E se você quer saber mais sobre novidades e ferramentas do mercado digital, acompanhe nosso blog! Toda semana um conteúdo diferente que vai ajudar você a entender o seu público e o seu mercado.

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Shymenne Siqueira

Content Expert em Conexorama
Jornalista de formação, apaixonada por marketing digital, redes sociais, memes, futebol e pão de queijo, uai!
Shymenne Siqueira