Blog, SEO,

Como fazer uma pesquisa de concorrência para aumentar suas chances de ranquear no Google

Por Content em 15 de maio de 2019
Leitura de 5 minutos
Avalie este artigo:

Manter um olho nos concorrentes pode ser uma importante estratégia se você pretende crescer no mercado ou manter sua posição consolidada como referência. E na sua estratégia de marketing digital não é diferente. Uma boa pesquisa de concorrência pode fazer toda a diferença na hora de elaborar uma estratégia de SEO eficaz.

Por meio dessa análise, você vai poder identificar as práticas que outras empresas estão usando. Não para copiar, mas para se atualizar nas ações mais comuns e perceber como você está diante dos concorrentes. E finalmente comprovar se a grama do vizinho é mesmo mais verde!

Além disso, a pesquisa de concorrência é muito útil para a definição de palavras-chave. Com ela, você sabe o desempenho dos outros sites para aquelas keywords e descobre em quais é mais fácil avançar.

Para te ajudar a entender melhor como essa tática pode ser aplicada aos seus esforços de SEO, eu separei algumas dicas. Olha só!

Como fazer pesquisa de concorrência

Para começar a sua pesquisa de concorrência, você precisa responder a algumas questões importantes: o que você quer saber, como vai descobrir e como vai utilizar os dados obtidos para elevar seus resultados!

Para isso, vale seguir os passos que eu listei abaixo. Mas calma, eles não são obrigatórios. Vale se inspirar e analisar o que faz mais sentido para o seu mercado!

Quem são os concorrentes?

O primeiro passo para uma boa pesquisa de concorrência, pode parecer óbvio, mas faz toda diferença: você precisa saber quem está competindo com a sua empresa!

Você vai conseguir fazer isso com uma simples busca no Google ou networking com profissionais da área, mas algumas ferramentas permitem que você localize sites similares aos seus, como o Similar Sites ou o SemRush.

Em seguida, você precisa listar esses concorrentes e acompanhá-los mensalmente. Não adianta olhar apenas eventualmente. Só uma análise frequente vai conseguir produzir insumos realmente valiosos!

O que eles estão publicando?

Depois que você listou os concorrentes que vai observar, chegou a hora de começar a analisar as estratégias que ele está utilizando.

Nessa parte, entram ferramentas de pesquisa de concorrência, como o MozBar, uma extensão para o seu navegador que permite medir a autoridade de domínio e de página dos sites estudados. Outra opção para fazer isso é o QuitSprout, que compara o desempenho de diferentes sites e traz insights sobre os pontos fortes e fracos de cada um.

Vale conferir também os conteúdos que estão sendo produzidos, a linguagem, abordagem utilizada e até detalhes, como as imagens, CTAs e disposição das informações página. Além de pontos on page que podem estar impactando o desempenho de SEO, como o volume do conteúdo, o uso das palavras-chave, entre outros fatores.

Em seguida, você pode analisar as estratégias offpage. Ou seja, aqueles elementos fora do site que estão relacionados com o rankeamento: como backlinks e divulgação do conteúdo.

Para isso, existem plataformas como o Ahrefs e Majestic, que encontram backlinks na internet. Com elas, você consegue saber o que seus concorrentes estão fazendo para encontrar links e reforçar seu domínio.

O que eu faço com essas informações?

Depois de mapear a estratégia de conteúdo dos seus concorrentes, você precisa partir para a sua própria. E como aplicar a pesquisa de concorrência para melhorar os seus próprios esforços de SEO?

Você pode listar as forças e fraquezas dos seus concorrentes. Depois, analisar o que você faz melhor do que eles, para reforçar esses pontos na sua estratégia e seguir otimizando seus conteúdos. Assim, você evita que alcancem o seu site naquilo que já está indo bem.

Por outro lado, vale também observar quais estratégias inovadoras a concorrência está usando e pensar em maneiras de adaptá-las para o seu negócio. Não para copiar, até porque isso geralmente acaba sendo penalizado pelo Google, mas para ter novas ideias.

Por fim, dizem por aí que, se você não pode derrotar seus concorrentes, junte-se a eles. Pode parecer estranho para um ambiente tão competitivo quanto o digital, mas valorize a concorrência e saiba que ela podem ser um bom termômetro para medir o mercado e entender seu público.

Abrace oportunidades de fazer parcerias com empresas que não são concorrência direta, aposte em backlinks e procure guest posts. Assim, a sua autoridade online cresce e você fomenta um ecossistema empresarial mais maduro e com um público mais qualificado!

Conclusão

Você já está cansado de ouvir que a forma de consumir mudou com a internet. Mas muita gente esquece que a forma de competir com seus concorrentes também!

Não adianta mais contar apenas com o feedback de clientes ou colaboradores. É preciso apostar em ferramentas modernas e fazer análises de dados completas para alcançar uma boa presença digital, principalmente quando o assunto é SEO.

Espero que esse post tenha te ajudado a conhecer melhor algumas plataformas de pesquisa de concorrência. Existem muitas outras disponíveis e eu poderia ficar o dia todo aqui falando. Mas o importante é estar atento e se atualizando. Afinal, a Google e a concorrência estão!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!