Blog, Marketing de Conteúdo,

Checklist: como fazer uma pauta de conteúdo para blog

Por Rosângela Menezes em 26 de abril de 2019
Leitura de 6 minutos
Checklist: como fazer uma pauta de conteúdo para blog
4.5 (90%) 4 vote[s]

Se você chegou até aqui, provavelmente já deve ter uma estratégia de marketing de conteúdo funcionando. Afinal, um planejamento de conteúdo bem executado pode aumentar em até seis vezes as taxas de conversão, além de ser muito mais econômico e fácil de mensurar do que as mídias tradicionais. Os dados são da Aberdeen Group que apontou ainda que as marcas na pressa por resultados, muitas vezes, tendem a implementar as atividades de forma ineficiente.Uma das lacunas mais comuns dessas estratégias é negligenciar a pauta de conteúdo para blog.

Aqui na Conexorama, gostamos de utilizar a metáfora de que o marketing de conteúdo é o combustível que faz com que um automóvel se mova. Isso porque um carro sem combustível não sai do lugar, o mesmo acontece com um site que não é atualizado com frequência. E deixo a pergunta solta no ar: você se preocupa com a credibilidade do posto de gasolina onde costuma abastecer? Imagino que sim, afinal ninguém quer ter os problemas que uma gasolina adulterada costuma trazer.

A preocupação com os artigos publicados no blog na sua empresa não é muito diferente. É essencial adequar a persona correta, levar em consideração o planejamento conteúdo, a fase do funil de vendas, analisar a relevância da palavra-chave e o mais importante de tudo: criar uma pauta de conteúdo para blog extremamente relevante para o público-alvo do seu negócio. É essa pauta que vai direcionar o redator na produção do texto.

Você quer aumentar as taxas de conversão publicando conteúdos relevantes e de que qualidade no blog da sua empresa? Confira o checklist que criamos com os pontos essenciais para construção de uma pauta de conteúdo para blog focada na qualificação e conversão de leads

1. Título

O título é um dos itens mais importantes da pauta de conteúdo para blog. É ele quem vai “fisgar” o leitor seja em um scroll de navegação no Facebook, no LinkedIn ou ao pesquisar algum termo no Google.

Na Conexorama, o responsável pela criação desse título é o planner que já cria a pauta de conteúdo para blog pensando no planejamento de materiais ricos dos projetos.

Ao definir um título, o profissional responsável deve imaginar que precisa atrair a atenção do leitor no meio de vários estímulos. O click virá mais facilmente se ele for curioso, criativo, oferecer benefícios ou estimular o senso de urgência no leitor. Listas, estatísticas, curiosidades, erros, guias e social proof costumam disparar o número de visitas.

2. Palavra-chave

O ditado popular tem uma regra clara: quem não é visto, não é lembrando. No marketing de conteúdo quem coloca o artigo na vitrine é a palavra-chave. É ela que vai otimizar o texto para se destacar entre todo o conteúdo que já foi publicado sobre um determinado tema. Não preciso nem dizer que ela deve ser pensada de forma estratégica e de acordo com a fase da jornada. Inclusive, uma das dúvidas mais comuns entre os profissionais de conteúdo é quanto ao volume de buscas sobre determinado termo.

A resposta mais correta é que não existe uma fórmula pronta. Palavras-chave de topo de funil costumam ter mais volume. Da mesma forma, termos de meio e fundo de funil contam com menos retornos de buscas. Isso porque a medida que o lead vai avançando no funil de vendas, as dúvidas e necessidades vão ficando mais específicas. Ah, e quanto mais específico for o mercado, menor é o retorno de busca.

Outro ponto que merece ser destacado é que um artigo para ter bom desempenho nas buscas precisa contar com estratégias eficazes de SEO On Page. Se você ainda tem dúvida sobre o assunto, recomendo o Infográfico de SEO para redatores que elaboramos na Conexorama. O material apresenta um compilado das melhores práticas para uso da palavra-chave.

3. Persona

É a persona quem define para quem é a pauta de conteúdo para blog e qual o tom será utilizado no artigo. Se você acha que a persona não é importante na elaboração de um artigo tenho uma pergunta para fazer: você já tentou explicar o que é inbound marketing para o seu avô?

Se você já teve a experiência imagino que tenha sido desafiador, afinal o nível de conhecimento sobre um assunto impacta diretamente na forma que você falará sobre ele. Acredito que você não falaria sobre inbound marketing para o seu avô com a mesma didática que explica para um estagiário, um cliente ou um colega da faculdade, não é mesmo?

Isso tudo sem falar que no mapeamento de persona, costumamos extrair informações sobre hábitos de consumo, rotina e como a persona costuma se informar. Esses dados também são úteis na hora de elaborar conteúdo.

4. Fase da jornada

A fase da jornada identifica quão quente o lead está ao consumir os conteúdos publicados no blog. Fazendo uma recapitulação rápida sobre esses estágios temos 4 fases:

  1. Aprendizado e descoberta com conteúdos topo de funil e, portanto, com o objetivo de atrair visitantes;
  2. Reconhecimento do problema com conteúdos meio de funil e que identifica uma dor da persona;
  3. Consideração da solução com conteúdos meio de funil e que ofereça soluções para as necessidades das personas
  4. Decisão de compra com conteúdos fundo de funil e que apresenta o produto ou serviço como otimizar a rotina ou resolver uma dor do prospect.

Se você tem dúvida de como adequar o planejamento de conteúdo para cada etapa do funil, recomendo a leitura do artigo: Pautas de conteúdo: cuidados para criar temas de artigos para o seu blog.

5. Briefing

O briefing é o coração da pauta de conteúdo para blog e deve conter todos os itens listados acima. Ele precisa ser claro, objetivo e orientar o redator em relação ao tema, oferecendo referências de qualidade e confiabilidade. Outro ponto que merece ser destacado no briefing é a especificidade da área de atuação. Soluções e serviços de saúde, escritórios de advocacia e consultórios odontológicos são regidos por uma série de regras do código de ética e o profissional de conteúdo precisa ser orientado para evitar notificações dos conselhos responsáveis.

Caso haja estratégias de linking building e também de divulgação de materiais ricos na pauta de conteúdo para blog, o redator também deve ser avisado no texto do briefing.

Gostou de nossas dicas para fazer uma pauta de conteúdo para blog focada em conversão? Compartilhe conosco nos comentários!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Rosângela Menezes

Planner Analyst em Conexorama
Jornalista apaixonada por marketing digital e literatura de não-ficção. Nas horas vagas gosta de inventar na cozinha.
Rosângela Menezes